Por supuesto, Mitotes

Mitotes são os encontros de abundância onde acontece a Permatecnoyoga.

Permatecnoyoga é o processo de aprendizagem que praticamos baseado em idéias, sentimentos, conceitos e atividades de permacultura e tecnologias em uma abordagem simultânea de interação mediada por informação + contato + tecnologias livres compartilhadas e uma constante síntese holística-amadora, espiritualmente integrada com o Todo a partir dos conhecimentos espirituais de cada pessoa.

Na Permacultura buscamos a cultura permanente das interfaces Ser Humano / Natureza.  Nela há caminhos para planejar, atualizar e manter sistemas de escala humana (jardins, plantios, hortas, websites, servidores, aldeias e comunidades) de modo a torná-los ambientalmente sustentáveis, socialmente justos e economicamente viáveis.

Singularidade, Antropoceno, Economia da Abundância, A Terceira Democracia e outros fenômenos sociais em curso nos permitem o desenvolvimento e aplicação de tecnologias e linguagens que tornam a informação da mente coletiva legível a cada passo que a complexidade realiza. O principal propósito de uma interação entre humanos e máquinas é incerto, diferentes abordagens não dão conta da percepção total dos fenômenos, há ou não tecnomemes influenciando todo o processo transmídia em curso? A finalidade da PermaTecnoYoga pode passar pelo desenvolvimento de “um modelo tecnológico que permita a partilha global de conhecimento assistido por máquinas”, como deseja o W3C (2001).

A integração das diversas linguagens ou tecnologias extensíveis, arquiteturas de dados e agentes computacionais favorecerá o aparecimento de novos seres que garantam a interoperabilidade e cooperação natureza-máquinas. Suportando uma atividade biodinâmica evolucionária em meio às plataformas digitais, utilizamos softwares livres que permitam o desenvolvimento de portais web, aplicativos e comunidades por meio dos elementos básicos das linguagens e conceitos livres de virtualizar a rede; Rede não se cria, se descobre.

Já as culturas espirituais humanas, todas elas, englobamos na yoga e podem criar fatos sobre a experiência de uma forma holística de pensar e conceber princípios ecológicos ao projetar, criar, gerir e melhorar todos os esforços realizados por pessoas, famílias e comunidades na construção de um agora sustentável.

A ênfase está na aplicação criativa (descartando as tratativas do valor de troca) dos princípios básicos da natureza, integrando todos os elementos e as plantas, os animais, as construções e as pessoas em um ambiente interdependente na estética biomimética inspirada pela essência una da glocalidade e pela harmonia revolucionária que somente a paz proporciona.

Pode se dizer que os três aspectos principais da cultura permatecnoyogue são provisóriamente tomados de empréstimo e adaptados da Flor da Sustentabilidade: cuidado com a Terra, aprender com as Pessoas/Máquinas e compartilhamento dos excedentes.

Aqui e agora sendo estas conexões estamos em busca de registros, referências e caminhos para ir além da descoberta.